5 de junho de 2017

Sopa primordial #1: conhecendo o problema


Antes de mais nada precisamos conhecer como ocorreu a experiência de Stanley Miller que "provou" o surgimento de vida em processos químicos.




Os cientistas criaram a vida em tubos de ensaio? Eles provaram que a vida surgiu de uma sopa primordial

A maneira pela qual os cientistas tentam provar que a vida surgiu nos mares primitivos consiste em recriar as mesmas condições em laboratório e ver o que acontece. Um dos experimentos mais conhecidos foi realizado em 1953. Jornais estamparam fotos de Stanley Miller, da Universidade de Chicago, usando uma bata branca de laboratório e óculos pesados de armação quadrada, relatando sua sensacional reivindicação de que tinha dado o primeiro passo no sentido de criar vida em tubo de ensaio.

Miller misturou elementos químicos simples e gases em um tubo de vidro e os atingiu com uma rápida descarga elétrica para induzir reações químicas. A ideia era estimular as condições da suposta Terra primitiva e mostrar que elementos químicos simples poderiam realmente ter reagido para criar as unidades básicas da vida.

Para surpresa de todos, o que apareceu do outro lado do aparato do laboratório foram aminoácidos, as unidades básicas da proteína, importante constituinte dos seres vivos. A notícia foi eletrizante. Poucas pessoas podiam ousar sonhar que os elementos de uma célula viva pudessem ser produzidos em condições supostamente existentes na Terra primitiva.

O sucesso de Miller pareceu prover uma evidencia dramática da causa naturalista da origem da vida. O episódio teve efeito dominó, gerando uma serie de experimentos similares, alguns usando calor como fonte de energia, ao invés da carga elétrica de Miller; outros usando luz ultravioleta para simular a luz do Sol. A maioria dos experimentos teve sucesso em produzir aminoácidos, e os aminoácidos até se uniram em cadeias químicas, assemelhando-se a proteínas. Os resultados foram noticiados em manchetes, uma atrás da outra.

O problema com toda essa atividade frenética é que ninguém está fazendo perguntas críticas sobre o que essas experiências realmente provam. O que se sabe, comumente, é que todas dão suporte à teoria de que a vida teria evoluído espontaneamente de elementos químicos simples em um charco primitivo cerca de quatro bilhões de anos atrás. Mas foi assim mesmo?

Antes de prosseguirmos, assista a trechos que separamos do documentário "A Origem da Vida", exibido pelo History Channel.


Agora que você conhece o assunto, acompanhe os próximas postagens com alguns "problemas" na experiência de Miller que iremos destacar.

2 comentários:

  1. "Sopa primordial" Muito legal terem abordado esse assunto. Sou fascinada por ciência e essas coisas só me instigam cada vez mais. Estou ansiosa para ler todas as postagens. Parabéns pelo site!

    ResponderExcluir

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfêmias, alegações fora do contexto, só links ou pura idiotice, não serão publicados. Se pretendes comentar, verifique se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido.