5 de junho de 2017

Entrevista com o bioquímico e escritor Michael Behe


O bioquímico e professor universitário norte-americano Michael Behe tornou-se mundialmente conhecido por desafiar a teoria da macroevolução em bases científicas, com suas pesquisas e seu livro A Caixa Preta de Darwin: O desafio da bioquímica à teoria da evolução, lançado no Brasil pela editora Jorge Zahar, em 1996. Behe foi o grande responsável por popularizar o que ficou conhecido como sistemas de complexidade irredutível - mecanismos compostos de partes complexas e interdependentes que não poderiam surgir nem evoluir em etapas sucessivas ao longo do tempo, uma vez que uma parte depende da outra e não podem funcionar sozinhas. Em recente visita ao Brasil para participar de um ciclo de palestras e da inauguração de um centro de pesquisas em design inteligente, na Universidade Mackenzie, em São Paulo, o cientista concedeu a seguinte entrevista ao jornalista Michelson Borges:


0 comentários:

Postar um comentário

Todos os comentários contendo demagogia, insultos, blasfêmias, alegações fora do contexto, só links ou pura idiotice, não serão publicados. Se pretendes comentar, verifique se o que vais dizer tem alguma coisa em comum com o que está a ser discutido.